ALFABETIZAR LETRANDO

ALFABETO COM PARLENDA 

Fonte: http://alfabetizacaocefaproponteselacerda.blogspot.com.br






































Gif de estrelaGif de estrelaGif de estrelaGif de estrelaGif de estrela

 

Descobrindo os brinquedos populares folclóricos 

FONTE: 

http://mundomagicoprofjuliana.blogspot.com.br/2012/08/descobrindo-os-brinquedos-populares.html

 Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula
Identificar alguns brinquedos do cotidiano dos alunos e de suas famílias como integrantes de nossa cultura folclórica.
Duração das atividades
50 min.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
O conceito de folclore, a pesquisa com os adultos mais próximos sobre brinquedos com que estes brincavam quando crianças.
Estratégias e recursos da aula
Espaço: nem restrito nem amplo.
Materiais:1 folha grande de jornal e 1 saquinho de leite vazio e limpo para cada aluno, fita adesiva, folhas de papel, lápis de cor, tinta guache, ou tinta para artesanato.

Atividade 1: investigando a presença dos brinquedos na família

Perguntar aos alunos sobre os brinquedos com que os adultos mais próximos brincavam quando crianças (respondido anteriormente pelos adultos no para casa). Citar outros brinquedos do folclore (bolinha-de-gude, pião, corda, boneca de pano, peteca, estilingue, pipa, dentre outros). Selecionar coletivamente aqueles brinquedos que eles mais gostam. (aprox. 10 min.)

Atividade 2: fazendo um brinquedo folclórico - a peteca

Contar a história da peteca para a turma.
HISTORICO DA PETECA: Em relação à peteca, alguns especialistas apontam a origem estritamente brasileira, proveniente de tribos tupis do Brasil e que se expandem em regiões densamente populadas pelos indígenas, como Minas Gerais. Considerada a partir de 1985 como esporte oficial, genuinamente brasileiro, a peteca, antes confeccionada em palha de milho, com enchimento de areia ou serragem, e com penas de galinha, hoje aparece padronizada com rodelas de borracha sobrepostas e quatro penas brancas de peru.
undefined


http://pt.wikipedia.org/wiki/Peteca
Logo em seguida dar para cada aluno uma folha grande de jornal e um saquinho de leite(sugestão:pedir na aula anterior que eles tragam esse material). Pedir às crianças que façam uma bola com o jornal e que coloquem esta bola bem no fundo do saquinho.Depois que torçam o saquinho bem pertinho da bola, deixando que se forme uma "coroa" no resto do saquinho.Logo em seguida, passar a fita adesiva no lugar onde os aluno torceram.Posteriormente, recortar na vertical, de cima para baixo, a "coroa" que ficou no saquinho para que simule as penas da peteca. Pronto, é só brincar!
ou

A partir de uma folha de jornal, pedaço de barbante ou fita adesiva, os alunos deverão amassar meia folha de jornal, fazendo uma bola achatada, colocar a bola no centro da outra metade da folha e envolvê-la, deixando as pontas soltas. Torcer a folha na altura da bola e amarrar um barbante ou colocar um dure.Para o acabamento pintar com cores alegres com tinta guache, ou tinta para artesanato.
undefined

http://www.acessa.com/infantil/arquivo/dicas/2004/07/28-ferias/peteca.jpg
(aprox. 15 min.)

Atividade 3: Conhecendo outros brinquedos do nosso folclore

Pegar algum brinquedo folclórico que possa ter na escola, aqui usaremos como exemplo uma corda. Entregar aos alunos para que vivenciem o brinquedo. Pode-se, para incrementar a brincadeira, cantar músicas folclóricas como: "um homem bateu em minha porta e eu, abri, senhoras e senhores põe a mão no chão,senhoras e senhores pulem de um pé só,senhoras e senhores deem um rodadinha e vá para o olho da rua!".(aprox. 15min.)
Avaliação / Produto Final
Ao final, o professor poderá confeccionar com os seus alunos uma BRINQUEDOTECA utilizando de recursos recicláveis.
FONTE:

http://mundomagicoprofjuliana.blogspot.com.br/2012/08/descobrindo-os-brinquedos-populares.html

Produzindo uma história a partir de uma tira em quadrinhos

Momento 1
O professor apresentará a tira em quadrinhos abaixo e pedirá para que os alunos a leiam e interpretem, desenvolvendo as seguintes questões:
( Foto tirada pela autora da aula. Fonte: Livro - Português: uma proposta para o Letramento - Magda Soares - Livro 1- p.177 )
  • Quais são as personagens dessa história?
  • Com quem a Mônica está falando no primeiro quadrinho?
  • Por que a bruxa foi à casa da Mônica?
  • Através da expressão facial da bruxa, podemos saber seu humor? Como ela estava?
  • Por que a bruxa estava se sentindo dessa forma?
  • Por que a Mônica não queria entregar a vassoura para a bruxa?
  • Como estava a vassoura na sala da Mônica? Ela estava parada ou se movimentando?
  • Como sabemos que a vassoura estava se mexendo na história?
  • A vassoura que a bruxa estava procurando era mesmo dela? Por quê?
  • Como as falas são escritas nas histórias em quadrinhos?
  • De que forma a história em quadrinho é contada?
  • Copie as falas da Mônica utilizando parágrafos e travessões.
  • Invente falas para a bruxa nos dois quadrinhos. (Use parágrafos e travessões).

Momento 2
Após a correção oral da atividade anterior, será realizada uma escrita coletiva da história em quadrinho acima de forma que ela seja estruturada em narrativa.
Para tanto, o professor pedirá que os alunos contem oralmente o que estão vendo nas imagens (nos quadrinhos) acrescentando, ainda, possíveis acontecimentos anteriores à fala da Mônica no primeiro quadrinho e posteriores à fala dela no segundo quadrinho.
O professor poderá instigar os alunos com outras questões:

Imagine:
  • Por que, quando e onde a bruxa perdeu sua vassoura?
  • Por que a vassoura estava na casa da Mônica?
  • A Mônica entregou a vassoura para a bruxa?
  • A bruxa gostou da atitude da Mônica?
  • O que a Mônica fez após a bruxa ter ido embora da casa dela?
Essa produção coletiva será ditada pelos alunos e o professor a anotará em uma folha de papel pardo, a qual será enfeitada posteriormente pelos alunos e exposta em mural na sala de aula.

Momento 3
Dispostos em roda, os alunos serão apresentados ao livro "A bruxinha atrapalhada", de Eva Furnari, o qual apresenta as mágicas atrapalhadas de uma bruxinha. Essas histórias são contadas apenas por imagens em quadrinhos, dessa forma os alunos realizarão uma leitura das imagens.

Momento 4
Esse livro é dividido em nove histórias. O professor, então, dividirá a turma em nove grupos e entregará uma cópia de uma história de bruxaria para cada grupo.
Os grupos comentarão a história e ganharão a tarefa de escrever uma narrativa através das imagens dos quadrinhos.
O professor os orientará também a inventar falas para as personagens.
Momento 5
Os grupos, posteriormente, lerão suas histórias para os outros amigos, podendo realizar um concurso de produções e uma encenação da história. Para tanto, um integrante do grupo será o narrador, outro integrante a bruxa e os outros os animais ou objetos que aparecem nas cenas.
Momento 6
Para realizar a encenação das produções escritas a partir das histórias em quadrinhos, os alunos poderão confeccionar um chapéu de bruxa e uma varinha mágica, conforme os exemplos abaixo:
Recursos Complementares
Caso as alunas da encenação queiram poderão se vestir de bruxas. Exemplos da vestimenta dessa personagem encontram-se no site: http://www.google.com.br/images?hl=pt-BR&gbv=2&tbs=isch%3A1&sa=1&q=roupas+de+bruxas&aq=f&aqi=g1&aql=&oq=&gs_rfai=
Avaliação
O professor avaliará se os alunos reconhecem a estrutura do gênero textual História em quadrinho, a partir da atividade de interpretação do momento 1.
Observará se os alunos são capazes de produzir uma narrativa, a partir de quadrinhos, na escrita coletiva e em grupos.
Constatará a desenvoltura oral dos alunos ao encenarem as histórias produzidas.

Ideias encontradas e retiradas do Portal do Professor.
Autora: Livia Fagundes Neves

 

ATIVIDADES  PARA O DESENVOLVIMENTO DA CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA
















 

 

 Princípio Alfabético

ROTINA NA SALA CONSTRUTIVISTA 

ATIVIDADES 

 

  PLANEJAMENTO: 

ÓTIMAS DICAS PARA 1º, 2º E 3º ANO


FOCO NA LEITURA...
Para que seus alunos possam ampliar o conhecimento linguístico sobre variedade de gêneros textuais, aprender a ler com diferentes propósitos e, assim, construir procedimentos de leitura variados, bem como adquirir um repertório de textos e autores, sugerimos que ao longo do 1º bimestre você considere as dicas a seguir:

LEIA EM VOZ ALTA TODOS OS DIAS ...
  • Textos literários, histórias contemporâneas, lendas.
LEIA COM ELES, EM VOZ ALTA, TODOS OS DIAS...
  • Parlendas, quadrinhas, trava-línguas, cantigas, poemas, adivinhas e outros textos memorizáveis. Os textos podem estar num cartaz no mural, em um papel, com cópia para cada aluno, ou mesmo escritos na lousa.
PROPONHA TAMBÉM MOMENTOS DE LEITURA NOS QUAIS...
  • Possam explorar livros, revistas e jornais livremente, como nos cantos de leitura.
  • Possam ler, ajudados por você, com diferentes propósitos.
  • Possam ler, com sua ajuda, informações presentes no ambiente escolar, ampliando o conhecimento que já possuem sobre a função da escrita.
LEIA EM VOZ ALTA PELO MENOS UMA VEZ POR SEMANA...
  • Um texto informativo: artigos e notícias de jornal, textos informativos sobre temas científicos (sobre animais, plantas, corpo humano, planetas etc.)
E TAMBÉM
  • (pelo menos duas vezes no mês) Um texto instrucional: regras de jogas, receitas culinárias...
CONVIDE OS ALUNOS A LER TODOS OS DIAS...
  • Os nomes dos colegas, as atividades do dia, o nome da escola, títulos das histórias conhecidas, títulos das cantigas e outros textos disponíveis na escola.
MAS ATENÇÃO...
  • Sempre que possível, leve o suporte no qual o texto que você selecionou foi impresso. Se for uma notícia, procure levar todo o jornal para que os alunos tenham contato com esse portador. Se for um verbete de enciclopédia, leve o volume do qual ele foi extraído. Um conto? O livro. A regra de um jogo? O folheto de instruções ou até mesmo a tampa da caixa do jogo.
FINALMENTE COMECE A APROVEITAR...
Os seus momentos de leitura em voz alta para favorecer a integração do trabalho de leitura com as demais áreas do currículo.
Por exemplo, ao selecionar uma notícia de jornal, você pode escolher uma notícia que trate da fauna, da flora e do meio ambiente. Ou então ler um texto informativo que tenha história do lugar, com o modo de vida de diferentes grupos sociais (como os povos indígenas) ou que relate a vida em outros tempos e em outras partes do Brasil e do mundo...
Uma dica! Ao escolher um texto para ser lido para e com seus alunos, você pode aproveitar para tratar de temas relacionados à nossa sociedade atual, ao nosso dia-a-dia. Saúde, alimentação, lixo, preconceito, preservação ambiental, a importância do idoso, respeito aos portadores de necessidades especiais, trânsito, desarmamento... são temas importantes, cuja reflexão contribui para a formação de cidadãos mais críticos. Esses temas expressam o conceito de tema transversal proposto pelos PCN's. Você ainda pode se valer dos acontecimentos mais recentes para, por exemplo, selecionar notícias de jornal e discutir o conteúdo desses textos com os alunos. 
PRODUÇÃO DE TEXTOS
.
ESCREVA PELOS ALUNOS PELO MENOS UMA VEZ POR SEMANA...
  • Uma lista de palavras cujo tema tenha significado no contexto do trabalho realizado até o momento. Pode ser uma lista com os nomes da turma organizados em ordem alfabética, dos nomes e da data de nascimento para elaboração da "Agenda de aniversários", dos dias da semana, dos títulos das histórias lidas, dos nomes dos personagens preferidos, dos títulos das cantigas trabalhadas...
  • Cartas ou bilhetes, produzidos de forma conjunta com a turma. O assunto pode variar: bilhete para pesquisar os nomes dos familiares mais próximos, para pesquisar a letra de uma cantiga, para obter informações sobre a data de nascimento dos alunos e outros dados que possam vir a fazer parte da "Agenda de Aniversários".
  • A letra de uma cantiga, uma quadrinha, uma parlenda - eles podem ditar o texto para que você o escreva na lousa.
PROPONHA QUE OS ALUNOS ESCREVAM TODOS OS DIAS...
  • O próprio nome em pelo menos um dos trabalhos do dia, consultando ou não o cartaz com os nomes da turma.
  • A data em pelo menos um dos seus trabalhos do dia, copiando-a da lousa.
ESCREVA NA FRENTE DELES TODOS OS DIAS...
  • A lista de atividades da rotina do dia, os nomes dos ajudantes do dia, os nomes das duplas/grupos de trabalho, o título do texto que será lido no momento da leitura... Assim eles podem observar um "escritor" mais experiente escrevendo e ampliar as noções que já possuem sobre os procedimentos que envolvem o ato de escrever.


  PLANEJAMENTO DA ROTINA DE LEITURA E ESCRITA NA ALFABETIZAÇÃO


Organizar uma rotina semanal de leitura e escrita é fundamental para orientar o planejamento e o cotidiano da sala de aula. Ela se expressa na forma como são organizados o tempo, o espaço, os materiais, as propostas e intervenções do professor e revela suas intenções educativas.
Nessa proposta de alfabetização, a rotina deve contemplar situações didáticas de reflexão sobre o sistema de escrita alfabético e a apropriação da linguagem que se escreve. Deve haver uma diversidade de atividades com diferentes propósitos e, ao mesmo tempo, uma repetição delas para que o desempenho dos alunos seja cada vez melhor. Não é preciso inventar novas atividades a cada dia, mas é importante variar o gênero que vai ser trabalhado (contos, parlendas, listas, poemas, textos instrucionais etc.) e o tipo de ação que o aluno vai fazer com cada texto.
Em função disso, organizamos um quadro orientador em que é apresentado o que uma rotina semanal de leitura e de escrita deve contemplar. Por exemplo: leitura diária em voz alta pelo professor, leitura realizada pelos alunos mesmo quando ainda não lêem convencionalmente, situações de produção escrita pelo professor e/ou pelos próprios alunos, além, é claro, de situações de trabalho com a oralidade.
Neste material você vai encontrar orientações didáticas para as diversas situações didáticas que aparecem no quadro de rotina, como trabalho com nomes próprios, leitura de textos que os alunos conhecem de memória, reescrita de contos etc., bem como o que os alunos aprendem em cada uma dessas situações.
SITUÇÕES QUE UMA ROTINA DEVE CONTEMPLAR
Ampliar imagem, clik em cima com o mouse

Fonte: Guia de Planejamento de orientações Didáticas - Professor Alfabetizador - 2º ano - Vol.1

 

 

ATIVIDADES PARA NÍVEL PRÉ SILÁBICO

http://alfabetizacaocefaproponteselacerda.blogspot.com.br































 

Atividades para o nivel pré silábico 

★ Liste o nome de todas as crianças no quadro ou em cartazes.
★ Faça com que cada aluno identifique seu nome e, depois, o de cada colega, para que eles percebam que nomes maiores podem pertencer às crianças menores e vice-versa.
★ Classifique os nomes pelo som inicial, em ordem alfabética ou em galerias ilustradas com retratos ou desenhos.
★ Crie e aplique jogos com nomes (dominó, memória, boliche, bingo etc.).
★ Peça para a criançada fazer a contagem das letras e o confronto dos nomes.
★ Confeccione junto a eles gráficos de colunas com os nomes seriados em ordem de tamanho (número de letras).
★ Repita essas mesmas atividades, utilizando palavras do universo dos alunos, tais como rótulos de produtos ou recortes de revistas (propagandas, títulos, palavras conhecidas etc.).
★ Após desenvolver esse trabalho em sala de aula, aplique essas sugestões durante a sondagem.


 

O Rodízio - Elias José (atividades)

Poema: O RODÍZIO
               Elias José
Providenciar as cópias do poema:
  • em papel craft para expor na sala;
  • digitado para colar no caderno do aluno (com letra bastão maiúscula);
  • digitado em tirinhas, para leitura e ordenação.
Ativar o conhecimento prévio, através de questionamentos sobre:
  • o tipo de texto;
  • quem é o autor;
  • se o aluno conhece outros textos do mesmo tipo que esse;
  • se conhece outros textos de Elias José;
  • o que o título do poema sugere;
  • porque o poema tem esse nome;
  •  pesquisar no dicionário a palavra RODÍZIO.
Explorar o texto:
  •  leitura do texto pelo professor – para isso o professor deve ler antes o poema para que possa fazer uma leitura expressiva e prazerosa;
  • leitura com os alunos, ou seja, professor e alunos;
  •  chamar a atenção para a estrutura do texto: versos, estrofes, espaços.
  •  perceber as rimas, sonoridade do poema;
  • pedir para que em grupos leiam o poema fazendo gestos ou através de dramatização;
  • leitura em forma de jogral;
  •  leitura dos nomes dos animais presentes no poema, nomear as letras que compõem os nomes, quantas letras têm cada nome, que nomes têm mais letras, comparar as partes de um nome com outros, relacionar a letra inicial com outros nomes (pode ser dos alunos da sala).
  • brincar de rimar outras palavras a partir das rimas do poema;
  • pedir que os alunos montem com o alfabeto móvel algumas palavras;
  • com as mesmas letras montar outros nomes;
  • copiar e ilustrar a estrofe do poema que mais gostou.

  http://cantinhopreferidodamah.blogspot.com.br 

Atividades com a letra M - Parlenda










 

Boi da cara preta - atividades







Palavras da cantiga para serem usadas no bingo

 

Atividades com a letra H - Hipopótamo


 

Atividades fundamentais - alfabetização



ATIVIDADES QUE SÃO FUNDAMENTAIS NO TRABALHO COM ALFABETIZAÇÃO:


Escrita e leitura de listas (palavras do mesmo campo semântico. Exemplo: Tem na festa de aniversário (para oferecer pistas aos alunos de forma que façam antecipações de leitura por exemplo)
Leitura de ajuste de textos de memória (que são cantigas, parlendas, trava línguas, quadrinhas). Cante com eles várias vezes até que note que decoraram o texto.
Você lê apontando com o dedo na lousa, eles acompanham na cópia que eles tem.
Em seguida vc fala a palavra e eles precisam encontrar na cópia do texto que tem em mãos.
Reescrita de textos de memória
Depois de memórizado
Você pode trabalhar essa atividade com as duplas produtivas.
Reescrita de contos, ou reconto: Pedir, de início, que escrevam a parte que mais gostaram, que escrevam a cantiga que aparece no conto, que escrevam o início ou o final...
Ao trabalhar com contos procure relacionar junto com eles as várias formas usadas para iniciar um conto, para finalizar os mesmos, liste personagens, liste cenários, heróis, vilões... Isso será fundamental que quando produzirem textos de autoria e mesmo para a reescrita.
Esse traballho pode ser feito de diferentes formas: no coletivo (eles vão ditando e vc é o escriba, discuta com eles a melhor forma de escrever para deixar o texto mais bonito), em duplas produtivas ou individualmente. Depende de seu objetivo e do nível de conhecimento as cças.
Cruzadinhas e caça palavras (sempre no mesmo campo semântico, com ou sem banco de palavras de acordo com o nível de escrita de cada aluno) em dupla ou individualmente.
Leitura e interpretação com autonomia Para alunos em nível silábico alfabético e alfabético

 

Vaca Amarela - Atividades sequenciadas









 

Atividades com a cantiga Balaio

Atividades do blog - cantinho preferido damah.blogspot.com.b 

Cartaz



Cantiga para ser explorada com os alunos




Tiras para montar o quebra-cabeça da cantiga




Palavras para montar o quebra-cabeça da cantiga


















A historuia da serpente-


Em roda, saem dois para centro dançando e cantando:
Essa é a história da serpente
Que desceu do morro
Para procurar um pedaço do seu rabo.
E você é 
E você é (aponta para uma criança da roda e bate palma)
E você é um pedação
Do meu rabão (a criança q foi apontada passa por debaixo da perna de quem apontou indo para trás e segurando na cintura dela)
A brincadeira se repete até que todos tenham passado por debaixo da perna, formado uma fileira dançando e cantando.


Para trabalhar segmentação




Reescrita da cantiga

atividade do blog cantinhopreferidodamah.blogspot.com.br

 Papagaio Loro - cantiga e atividades



Quebra-cabeça da cantiga

Palavras
Tiras



Segmentação


Recortar as palavras que estão segmentadas

observando os espaços na cantiga abaixo








Reescrita da cantiga

 

Atividades com a cantiga Balaio

Atividades do blog - cantinho preferido damah.blogspot.com.b 

Cartaz



Cantiga para ser explorada com os alunos




Tiras para montar o quebra-cabeça da cantiga




Palavras para montar o quebra-cabeça da cantiga




















Cantiga para ser explorada com os alunos


Cartaz com a cantiga


Tiras para atividade de leitura


Palavras para atividade de leitura








 Algumas atividades com a letra A








Um comentário:

  1. Seu blog é maravilhoso!!!!!!!!!!!! Obrigado por compartilhar suas ideias e trabalhos .....!!!Parabéns...
    Gostaria de saber qual a teoria que o blog basea-se para desenvolver suas atividades ? (Vygotsky, Piaget [...] .
    Obrigado...

    ResponderExcluir